Quinta, 25 Junho 2009 02:02

(2007/05) Libertação Animal

Avalie este item
(0 votos)

No passado, estrangeiros foram feitos escravos.

Depois, negros foram capturados e também escravizados.

Até pouco tempo atrás, mulheres não tinham plenos direitos e eram discriminadas.

 

Será que nossa sociedade não se sustenta sem explorar?

Hoje nossa maior e mais cruel exploração ocorre sobre os animais.

Os animais nos dão a carne?

Não! Nós tomamos a força sua carne. Nós tomamos a força seu leite. Tiramos a força sua pele para fazer roupas e calçados. Capturamos a força e fazemos experimentos forçados.

Exploramos os animais como se fossem nossas propriedades.

Comercializamos animais como se fossem mercadorias.


Muitos acreditam que temos direitos sobre eles.

Eu pergunto: Qual a origem deste direito? Ainda não ouvi resposta convincente.


Será que nossa sociedade não se sustenta sem explorar?

Será que não existem vegetais suficientes para nos alimentar?

Será que pereceríamos sem leite, queijo e ovos?

A humanidade acabaria se não existissem mais vacas e galinhas?

Será que nossos carros não andariam sem bancos de couro?

Em pleno século 21, tecidos sintéticos não poderiam nos vestir e calçar? 

Não haveria diversão sem circo, rodeios e caçadas?

Não haveria cura para doenças, sem experiências com animais?

Será até que existiriam doenças se soubéssemos respeitar e viver?


Pois bem, é isso que prega a Libertação Animal.

Um mundo sem exploração!

Vivamos a nossa vida e deixemos aos animais a vida deles.

Como exigir um mundo sem violência, se não fizermos nossa parte?

Opressores podem ser felizes de verdade?

 

Wilson Grassi

Médico Veterinário
=============================
Publicado no Jornal da Proteção Animal n. 2 (maio de 2007)

Republicado no Portal Artur Alvim
Republicado no site da Associação Limeirense de Proteção aos Animais (ALPA)
(23/11/07)
Republicado na seção Quem Somos do site Adote com Amor (Seguido da frase: "É meditando sobre este texto, que começamos a atuar amorosamente e respeitosamente com os animais.") 

Lido 5792 vezes