Terça, 16 Dezembro 2014 15:55

Startup cria coleira de cão com 3G, acelerómetro, GPS e Bluetooth

Avalie este item
(0 votos)
(Foto: divulgação)

(Foto: divulgação)

O acessório conta com conexão 3G, GPS, Bluetooth, acelerómetro, microfones e caixas de som. Tudo isso, segundo a empresa, serve para aprofundar a relação com o animal e aumentar a capacidade de monitorização sobre ele.

Com o GPS, será possível saber por onde o cão anda e determinar uma cerca virtual – se o animal a ultrapassar o tutor recebe notificações via telefone. O acelerómetro poderá ser usado para detectar o nível de movimentação do animal e hábitos, como horários de sono e actividade durante o dia.

Os dados do acelerómetro são usados para que o tutor receba dicas para cuidar melhor do animal, como aumentar o nível de actividade ou reduzir a alimentação. O 3G garante que o animal esteja sempre em contacto com o tutor, mesmo quando não está em casa.

Já a unidade de Bluetooth permite que humano e cão se conectem quando estiverem próximos. Com esta, é possível criar uma espécie de coleira virtual e determinar, por exemplo, qual a distância máxima do tutor que o cão pode atingir durante uma caminhada. Se o animal se afastar demasiado, a coleira vibra e emite comandos sonoros pelas caixas de som para que pare.

As caixas de som permitem também que o tutor fale à distância com o cachorro. O microfone detecta quando o animal late, os padrões de latidos e supostas causas. A aplicação ajudará a entender o que o cão está a tentar dizer.

A campanha da WUF termina no próximo dia 28 de Dezembro e tem a meta de 50 mil dólares. Até à conclusão deste texto, havia atingido 27 mil dólares. A previsão de entrega é Novembro de 2015.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Diário Digital

Lido 3001 vezes