Quinta, 28 Novembro 2013 03:19

Cachorro tem gripe como a dos humanos?

Avalie este item
(0 votos)
(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Muito comuns aos seres humanos, as gripes e resfriados aparecem bastante nas épocas em que as temperaturas são baixas e secas e, na maioria das vezes, são facilmente tratadas. No entanto, o que muitos não sabem é que os animais também sofrem com este tipo de ocorrência ao longo da vida.

Os cães podem ser contaminados pelo problema de diferentes maneiras e, na maioria das vezes, não é difícil identificar quando um cachorro tem gripe, já que os seus sintomas se apresentam de forma similar como das pessoas. Fatores que incluem friagem, ventos fortes e gelados e a temperatura muito baixa também influenciam na aparição da gripe canina; no entanto, o vírus da Parainfluenza Canina e do Adenovirus Tipo II, além da bactéria Bordetella Bronchiséptic, também podem ser tidos como agentes da doença, e provocar, inclusive, a famosa Tosse dos Canis.

Em todos os casos, os sinais são bastante característicos, e destacam a tosse seca (que dá a impressão de que o animal está engasgado com alguma coisa.

Espirros, secreções nasais e a expectoração de uma espuma branca pela boca também são ocorrências frequentes nos cães gripados. Porém, nos casos em que a doença ganha mais força, ela pode ser responsável por gerar uma série de outras complicações para a saúde do animal; podendo até transformar-se em uma pneumonia – que é muito mais difícil de ser tratada e pode levar o animal ao óbito.

Os cães com uma propensão maior a desenvolver casos mais graves da gripe e da tosse canina são os filhotes, os idosos e os que, por algum motivo, tenham problemas de imunização. Além destes, os cachorros de raças braquicefálicas (de focinho mais curto) também têm uma predisposição maior a enfrentar problemas sérios durante uma gripe; já que contam com uma capacidade menor de “filtrar” o que é respirado pelo nariz até que o ar chegue ao seu pulmão, levando mais impurezas e bactérias para seu corpo.

Conforme a doença se desenvolve e se torna mais agressiva, sintomas como febre, secreções oculares, falta de apetite e apatia, entre outros, começam a aparecer – sendo que, se a doença não for tratada de maneira correta, esse quadro pode evoluir para a pneumonia. Com isso em mente, fica claro que, ao notar qualquer sinal de gripe no seu cãozinho, a melhor pedida é correr para uma clínica veterinária – onde ele poderá ser avaliado por um profissional e, se for necessário, medicado.

Embora haja casos em que a doença pode trazer graves consequências (incluindo a morte do animal), esse tipo de situação acontece, principalmente, em função do não tratamento do animal e, na grande maioria dos casos, os cachorros com gripe são facilmente curados – exigindo apenas alguns cuidados como ficar longe de friagens e a administração de antibióticos (que devem ser receitados por um médico veterinário) e anti-inflamatórios.

Fonte: Cachorro Gato

Lido 1909 vezes